Recomendações Importantes para a Reabertura de seu Comércio
Acip Recomendações Reabertura Comércio Poá

Recomendações Importantes para a Reabertura de seu Comércio

O governo de São Paulo começou a implementar medidas de relaxamento da quarentena, possibilitando uma reabertura gradual do comércio em diversas cidades.

Entretanto, é importante lembrar que o número de mortes e casos confirmados pelo novo coronavírus continua crescendo em várias regiões.

Portanto, com a reabertura de diversas atividades comerciais e a maior circulação de pessoas nas ruas, as ações de combate e prevenção à propagação do vírus ainda precisam ser respeitadas e cuidados especiais deverão ser tomados. 

As empresas devem priorizar a saúde de seus colaboradores  e clientes.

Além disso, é necessário criar um ambiente para que os funcionários e consumidores sintam-se seguros neste estabelecimento.

Considerar que todos podem estar infectados

Uma das regras básicas para se implementar um ambiente seguro é considerar que as pessoas que frequentam seu estabelecimento possam estar infectadas.

Os sintomas da doença podem aparecer ou não e a pessoa pode ser um eventual transmissor por um período de até 14 dias.

Isso significa que podem não manifestar indícios da doença, mas são capazes de transmiti-la.

Por isso, todas as medidas de segurança e higiene devem levar em consideração as recomendações dos órgãos de saúde e da OMS.

Confira, a seguir, alguns cuidados importantes para a retomada das suas atividades.

Cuidados para a reabertura do comércio

Colaboradores

Mantenha em home office todos os funcionários que poderão exercer suas funções sem a presença física no local.

Oriente todos os seus colaboradores sobre suas responsabilidades para evitar a propagação da doença e que eles precisam respeitar e seguir as regras implementadas pelo seu estabelecimento, tais como: lavar frequentemente as mãos e utilizar álcool em gel.

Disponibilize todos os produtos necessários para que os colaboradores possam efetivar as regras impostas: equipamentos de proteção individual (máscara para todos e luvas, se necessário), sabão líquido e toalhas de papel, álcool gel etc..

Observe que, se disponibilizadas máscaras reutilizáveis (de pano), as mesmas devem ser trocadas a cada quatro horas no máximo ou se estiverem úmidas. Lembre seus colaboradores de lavá-las para posterior reutilização.

Também é muito importante manter a comunicação sobre as ações atualizadas de prevenção.

Se a equipe for grande, uma única conversa pode não ser suficiente para garantir que todos saibam das orientações necessárias, portanto um sistema de comunicação eficiente deve ser uma preocupação.

Você pode utilizar lembretes com cartazes, banners, murais ou até um sistema interno de som para reforçar as orientações.

Observe os decretos estaduais e municipais

No estado de São Paulo as medidas de relaxamento da quarentena vão funcionar de forma diferente em cada cidade e região, dependendo, muitas vezes de decretos municipais complementares.

Fique atento as ações e, se necessário, pode entrar em contato com a ACIP para que possamos orientá-lo melhor.

Observe que as novas concessões podem ser desfeitas caso haja a evolução da propagação do vírus, retomando a quarentena ou parte dela.

Lembre-se que, para alguns tipos de estabelecimentos, muitos decretos especificam ações e limites. Veja se o seu não se enquadra nisso.

Acesso ao estabelecimento

Uma das coisas mais importantes é a higienização, principalmente na entrada de clientes e colaboradores no local.

Todas as entradas devem ter uma área de chegada organizada e com disponição de álcool em gel para higienização das mãos.

A higienização das solas dos sapatos também é importante. Podem ser utilizados borrifadores com álcool 70% ou uso de propés.

Medição de temperatura pode ser recomendada.

Lembrando que a utilização de máscara é obrigatória para funcionários e clientes.

Caso o cliente não a possua, sugerimos oferecer a opção de compra no próprio estabelecimento (ou doação caso o cliente compre algo ou gaste um determinado valor).

Outra medida importante é evitar a aglomerações de pessoas no local e manter o distanciamento recomendado.

Para alguns estabelecimentos há regras de número de pessoas por área. Procure saber.

Higienização de superfícies e equipamentos

A limpeza e desinfecção do estabelecimento deve ser cuidadosa e ter um cronograma bem estabelecido e feita, no mínimo diariamente.

Locais de maior contato com os clientes devem ter uma limpeza mais frequente, tais como: prateleiras, bancadas, puxadores, maçanetas, interruptores, corrimões, cadeiras.

Produtos de limpeza e higienização específicos devem ser utilizados, tais como agentes bactericidas, água e sabão, álcool 70% ou solução com água sanitária entre outros.

Observe se a legislação vigente não faz exigências mais específicas para o seu tipo de negócio.

Grupos de Risco

É importante ter uma atenção especial com as pessoas que se encontram no grupo de risco, tanto funcionários como clientes.

Siga sempre as orientações da OMS (Organização Mundial da Saúde) e dos órgãos  governamentais em relação àqueles que fazem parte do grupo de risco, tais como idosos, hipertensos, diabéticos e portadores de outras doenças crônicas.

Faça uma escala de retorno da equipe e, se puder evitar a presença destas pessoas, mantenha-as em home office e sempre observe as medidas de segurança e o distanciamento mínimo de dois metros entre atendentes e clientes.

Acima colocamos algumas observações importantes, caso queira mais informação ou tenha alguma sugestão, entre em contato.

Compartilhe estas informações para que possamos ter um retorno mais tranquilo e seguro.

Deixe uma resposta